O POVO PECULIAR DE DEUS

Deus criou os céus e a terra pelo seu eterno poder e fez o ser humano à sua imagem e semelhança. Desde então, abençoou a humanidade, concedendo-lhe o domínio sobre tudo aquilo que Ele criou (Gênesis 1). O homem e a mulher tornaram-se as criaturas peculiares de Deus, com a possibilidade de reproduzirem-se e povoar toda a terra criada pelo Senhor.
No texto que se encontra em Isaías 44:1-8, podemos perceber o cuidado especial que o Senhor tem para com o seu povo. Ele demonstra todo o seu interesse em conceder as suas inúmeras bênçãos para aquelas pessoas que foram salvas e libertas da opressão maligna. O nosso Deus faz promessas e evidencia o seu amor para os seus seguidores. Somos o povo peculiar de Deus.

Povo escolhido
Em Isaías 44:1, o Senhor dirige uma palavra diretamente ao seu povo escolhido e deixa claro que há um povo separado por Ele, para estar em sua presença e servi-lo constantemente.
No Antigo Testamento, Israel era o povo de Deus. Hoje, a igreja tem o grande privilégio de ser o povo peculiar do Senhor. Necessitamos valorizar sobremaneira a nossa escolha e redenção.

Povo protegido
Podemos observar o cuidado e a proteção divina para com o seu povo em Isaías 44:2. Deus afirma que ajuda as vidas que criou e formou. Ele nos incentiva a não temermos nenhum mal.
Portanto, devemos confiar sempre em nosso Criador e Redentor, pois Ele nos ama e tem dispensado o seu cuidado protetor sobre o povo que está em sua presença continuamente.

Povo avivado
Temos uma grande promessa em Isaías 44:3. O Senhor afirma: “derramarei água sobre o sedento e torrentes, sobre a terra seca”. O Senhor promete um avivamento ao seu povo.
Precisamos entender e buscar o cumprimento das promessas do nosso Deus. Ele deseja que busquemos com muito interesse um grande avivamento para a igreja do terceiro milênio.

Povo abençoado
Ainda em Isaías 44:3, temos a promessa do derramamento do Espírito Santo sobre a nossa posteridade e a bênção divina sobre os nossos descendentes. Deus abençoa a família.
Necessitamos crer e tomar posse da bênção do Senhor sobre as nossas vidas e sobre os nossos descendentes. Não podemos nos conformar com a derrocada da nossa família.

Povo enviado
De conformidade com Isaías 44:8, entendemos claramente que fomos também escolhidos pelo nosso Deus para sermos suas fieis testemunhas junto aos povos perdidos e sem esperança.
Devemos entender o nosso chamado e dedicarmos as nossas vidas para a proclamação da verdade do Evangelho às pessoas que necessitam ouvir a mensagem salvadora de Deus.
Sendo o povo peculiar de Deus, precisamos valorizar tudo o que o Senhor nos concede pela sua graça e dedicarmos o nosso tempo, recursos e dons para abençoarmos as vidas perdidas.

Pr. Advanir Alves Ferreira